Pesquisar este blog

sábado, 3 de janeiro de 2015

2. Sons e letras



Há muita semelhança entre o português e o italiano, em tudo e também na pronúncia das palavras.

Por exemplo, as palavras porta e profeta tem o mesmo significado nas duas línguas.

Acredita-se que quem conhece o português já conhece também setenta por cento do italiano.

Desta forma, qualquer estudante que tenha o primeiro grau pode aprender italiano, mesmo sem professor.

O italiano é uma língua fonética, ou seja, sua ortografia corresponde sempre a sua pronúncia.

Por isso, é frequente dizer que o italiano é fácil de aprender, porque ele é falado como é escrito.

Veja este exemplo:

Italiano:  Lui abita in un albergo economico.

Inglês: He is staying in a cheap hotel.
Francês: Il loge dans un hôtel bon marché.

Isto não é totalmente verdadeiro, mas certamente, comparado com outras línguas tais como o inglês ou o francês, o italiano desfruta a vantagem de ser quase um sistema de escrita fonológico, no qual cada letra do alfabeto quase sempre corresponde a um e somente um som no discurso, na fala.

Em consequência disso, é comumente fácil saber como pronunciar uma palavra italiana encontrada em um texto escrito, simplesmente seguindo algumas regras gerais simples e descomplicadas para as quais não existem exceções.

O mesmo é verdade quando precisamos colocar no papel palavras que nós ouvimos em sua forma falada.

Entretanto, sons e letras nem sempre correspondem.

Existem alguns sons (fonemas) que são representados por duas ou três letras (sc-; sci) e algumas letras que podem representar dois diferentes sons (c pode ser ou k ou t como em ca ou ce).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estudando a Língua Italiana

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *